- Publicidade -

Assim como a sensação de vibrar com um gol no futebol, a comemoração de conquistar um booyah é muito intensa e que pode ficar marcada na vida de muitos fãs. Essa emoção que algumas jogadas geram nos espectadores pode ser resultado tanto da própria jogada quanto da narração e até da empolgação que o caster colocou.

Portanto, relembre alguns dos maiores e principais gritos de BOOYAH da história do Brasil dentro do Free Fire:

A campanha do Corinthians em 2019 foi brilhante, tanto que acabou sendo coroada com o título de campeão da terceira edição da Free Fire Pro League e do Campeonato Mundial, principal competição da modalidade.

Booyah de FIXA, do Corinthians, na Pro League Brasil

Uma das jogadas que mais marcou a vitória do Timão no brasileiro foi o booyah que o capitão corintiano Fixa conquistou com sua AWM na segunda queda da grande final da competição.

Jogada de Pires no Mundial

Não menos emocionante tão pouco menos importante, está a lindíssima jogada que Pires fez na sétima queda do Mundial, logo em sua estreia na competição. O corintiano garantiu um booyah decisivo para que o Timão continuasse na disputa pelo título, sobre a representante russa Sbornaya, principal concorrente pelo topo da tabela.

Jogada de Level Up, também no Mundial

Ainda na campanha do Corinthians, Level Up fez uma jogada fantástica ao partir para cima de dois jogadores da Infinity, deu uma aula de movimentação e assim o título de campeão Mundial para o Brasil.

Booyah de Vinizx, da LOUD, na Copa América

Em 2020, o Brasil, novamente muito bem representado em competições internacionais, contou com a brilhante participação da LOUD, que soltou o grito de grande campeão da Copa América de Free Fire. Na quarta queda, Vinizx conquistou um booyah que foi importantíssimo para a vitória da equipe na competição. Com sua AWM, o jogador da LOUD fez uma jogada brilhante e aproveitou a disputa entre o Corinthians e a Timbers para pegar quatro eliminações seguidas.

Booyah da Team Liquid na Liga Brasileira

Para fechar a lista, está o booyah que a Team Liquid conquistou no último dia do primeiro split da LBFF, que rendeu o título de campeão brasileiro na primeira edição da competição. Na quinta queda da decisão, a Cavalaria trabalhou muito bem suas rotações e trocas, ficando na última safe contra a RED Canids Kalunga e apenas um jogador da B4.

Veja também: Campeonato King of RED é anunciado pela RED Canids Kalunga