- Publicidade -

Após algum tempo fora dos holofotes, duas campeãs chinesas fizeram uma reforma em suas line-ups para voltarem ao favoritismo da LPL e terem chances de aparecerem no cenário internacional outra vez: a Team WE e a EDward Gaming.

Mostrando que para se fazer bolo bom não precisa de receita igual, as duas equipes planejaram essa reformulação de forma diferente uma da outra; a WE fez uma mudança completamente drástica, livrando-se totalmente da line-up histórica com 975, Condi, xiye, Mystic e Ben e apostando em cinco talentos jovens que são verdadeiras bestas mecânicas.

Team WE
Line-up da Team WE para o 2° split da LPL 2020.                                                                             Foto: Divulgação/LPL

Já a EDG faz o caminho lento: do time campeão chinês em 2016 (Mouse, Clearlove, Scout/PawN, Deft e Meiko), Scout e Meiko permanecem na equipe, Clearlove é o head coach e três jovens talentos estão nas outras posições (quatro, se contarmos que eles têm dois caçadores que revesam).

Edward Gaming
Line-up da EDward Gaming para o 2° split da LPL 2020.                                                        Foto: Divulgação/LoL Esports

Ou seja, ambas as equipes se reinventaram dentro de seus próprios conceitos e, mesmo assim, vêm fortes para a LPL fora do universo TES/JDG, que engana quem pensa que não vai ter surpresa no 2° split. Fato é que a própria RNG caberia nesse texto, mas não teve tantos perrengues quanto essas duas gigantes nas últimas etapas.

EDG e WE já se enfrentaram no 2° split da 2020 — e foi uma série incrível! Os vermelhos da Team WE levaram a melhor, venceram por 2×1 a MD3, mas tudo nos mínimos detalhes. Pra quem não assistiu, o confronto contou com o famoso Aurelion Sol do mid laner Teacherma, além de uma grande atuação do destaque da EDG, o ADC Hope.

Seguindo essa linha de pensamento, é importante falarmos um pouco sobre como funciona a dinâmica das duas line-ups, que têm algo em comum: ambas jogam para o bot e tem no seu 4v2 a sua maior força de embate (com a descida do mid laner e a chegada do caçador).

Veja bem, mesmo com essa semelhança, há uma curiosidade: na bot lane da Team WE, o destaque é o suporte Missing (ainda que Jiumeng, atirador, seja um grande jogador). Já na rota inferior da EDG, o destaque é o atirador Hope (mesmo tendo uma lenda experiente como Meiko ao seu lado).

Outra coisa: na movimentação do mid/jg da Team WE, quem é o principal motor disso é o mid laner Teacherma (um verdadeiro motorzinho, que joga praticamente fora da lane, só aparece na rota do meio para empurrar onda de minions). Em contrapartida, na EDG essa movimentação parte muito mais de JiJie e Junjia — os caçadores da equipe, que mesmo desacreditados inicialmente, tiveram uma melhora inacreditável com a chegada da lenda Clearlove como técnico principal da equipe.

No topo, Morgan (Team WE) e Aodi (EDG) cumprem seu papel. Apesar do péssimo desempenho de Morgan nos playoffs do 1° split de 2020, o jogador ainda é bem decente para posição. Ambos estão atuando como weaksiders e sendo cruciais para o cross map das equipes ser eficiente. A WE já deu uma grande demonstração de força vencendo (com louvor) a Invictus Gaming e Vici Gaming, de kkOma, além do já supracitado 2-1 contra a própria EDG.

Os dois times prometem muito e a minha aposta é de que veremos, pelo menos, um deles no Worlds 2020. A volta da tradição na China justamente quando a região torna-se a melhor do mundo é um prato cheio para que a grande torcida de ambas encham-se de esperança ao sonhar com a glória eterna de um título mundial. Será que agora vai?!

Você pode acompanhar a cobertura completa da LPL 2020 aqui no Mais Esports.

Veja também: O legado de Uzi: a nova geração de atiradores da China