Twitch se pronuncia sobre violações de direitos autorais

Geral
De:Bruno Martins-
November 11, 2020

A Twitch finalmente se pronunciou a respeito das violações de direitos autorais na plataforma. A empresa publicou nesta quarta-feira (11) uma postagem em seu blog no qual aborta a questão tão cara aos criadores de conteúdo.

Na longa publicação, a Twitch reconhece que essa não é uma questão simples e também que irá ser “mais transparente com o que está acontecente e quais ferramenta e recursos” está construindo para ajudar os streamers.

Notificações de direitos autorais têm sido uma questão complexas para os stramers atualmente. Diversos criadores de conteúdo foram banidos da plataforma por uso de música de terceiros. Até então, as grandes gravadoras pareciam não estar de olho no mundo da transmissão online, mas agora isso mudou.

Segundo a Twitch, até maio de 2020 “os streamers recebiam menos de 50 notificações de direitos autorais relacionadas à música a cada ano”. Após o quinto mês do ano, essas notificações foram transformadas em “milhares todas as semanas”.

Essas notificações, de acordo com a plataforma, são direcionadas, principalmente, aos clipes antigos dos streamers que ficam armazenadas em suas contas. A Twitch não espera que essas notificações cessem em um curto espaço de tempo.

twitch
Twitch se manifestou a respeito das violações de direitos autorais. Foto: Reprodução/Twitch

Com os avisos, diversos parceiros da Twitch começaram a excluir todo o seu conteúdo que, possivelmente, violaria os direitos autorais das gravadoras de música para não se envolverem em questões legais. Mas parece que isso não foi o suficiente: YoDa, por exemplo, foi banido por copyright mesmo apagando os VODs de até cinco anos.

A plataforma foi enfática em suas dicas para os streamers: “Se você toca música em sua stream, pare de fazer isso”. A segunda dica da Twitch é para que os criadores revisem seus VODs e clipes para ver se alguma música está contida nesses arquivos.

Não foram apenas os streamers que ficaram surpresos com a avalanche de notificações enviadas à Twitch. De acordo com o comunicado, a própria plataforma também teve a mesma reação que seus parceiros.

Com isso, a Twitch viu que precisava fornecer aos streamers “programas educacionais e ferramentas de gerenciamento de conteúdo para ajudá-los a lidar com esse número sem precedentes de notificações”.

“Estamos conversando ativamente com as principais gravadoras sobre possíveis abordagens para licenças adicionais que seriam apropriadas para o nosso serviço de streaming. Dito isso, as construções atuais para licenças que as gravadoras têm com outros serviços (que normalmente levam uma parte da receita dos criadores para o pagamento às gravadoras) fazem menos sentido para o Twitch. A grande maioria de nossos criadores não tem música gravada como parte de seus streams, e as implicações de receita para os criadores de tal acordo são substanciais”, disse a Twitch em comunicado.

twitch
Twitch se manifestou a respeito das violações de direitos autorais.. Foto: Reprodução

A publicação também revela que a Twitch está de olho na criação de novas ferramentas para ajudar o parceiro a evitar as violações de direitos autorais na plataforma. Entre esses serviços estão a capacidade de exclusão em massa de clipes, melhor controle sobre áudio das streams e que aparecerá nos VODs e capacidade de revisar algum conteúdo que tenha violado as questões de direitos autorais.

A Twitch também lançou seu próprio serviço de música para que os criadores de conteúdo possam utilizar sem medo dessas violações que assolam toda a comunidade, o Soundtrack by Twitch.

Veja também: Neymar revela motivo do seu ban na Twitch