A Utopia do Competitivo

Geral
De:etsblade-
November 24, 2016

Atualmente a pergunta que eu mais recebo é a clássica: “Como posso fazer pra entrar no competitivo?“. Honestamente acho que a pergunta deveria ser: “Como é fazer parte do competitivo?

Eu reflito muito sobre esse assunto e mesmo tendo sido deste meio, não existe uma resposta concreta. Minha própria entrada foi uma mistura de acaso com oportunidade, nem de perto foi um padrão.

Continue após a publicidade

Você vai precisar muito mais de você mesmo do que você sequer imagina.

A partir de agora vou me basear nas minhas experiências e pode até mesmo soar como um desabafo, mas eu duvido que seja tão diferente assim pra qualquer um – ninguém começou no auge.

Imagine o seguinte: você passa a semana assistindo jogos, fazendo estudos, procurando informações e jogando. Não é mais uma diversão, é um trabalho. E por ser trabalho, tem que haver dedicação e comprometimento e sem perceber você acaba se afastando das pessoas, e naqueles finais de semana que dava pra sair um pouco, espairecer e relaxar: tem rodada. Adicione a isso que na maioria das situações você não é o favorito e que muitas pessoas vão simplesmente dizer que você vai perder antes mesmo de começar. Não é nada fácil lidar com isso.

E aí vem a derrota. A semana toda de estudos, de concentração, de stress, de foco… agora são uma derrota. E daqui 2 dias tem que começar tudo mais uma vez, da mesma forma e com todo mundo de novo.

Foto: Riot Games
Foto: Riot Games

Ainda vou te contar que nem todas as pessoas são tão legais e divertidas quanto te pareciam antes. As piores pessoas que conheci na minha vida, estão envolvidas no competitivo.

Como eu disse: você vai precisar muito mais de você do que você imagina: vai precisar de força de vontade, vai precisar aprender a conviver em muito com você mesmo, vai precisar evoluir pessoalmente pra poder adquirir ou mesmo passar algum conhecimento. E mesmo não sendo efetivamente do meio, ainda tenho que manter as mesmas coisas.

Não foi fácil substituir o Jukaah na KBB e não é fácil ser o substituto do Djoko no Late Game Show. Na maioria dos casos, nem é te dada a chance de se mostrar e você é tido como inferior.

Apesar de tudo, toda essa provação e dificuldade é recompensada em momentos de vitórias e quando você encontra apoio de pessoas que mesmo sem entender muito o porque, te apoiam. Quando você ganhar, vai ser muito mais do que apenas um jogo ou uma série, vai ser uma evolução pessoal e um aprendizado que não estaria disponível em nenhum outro lugar.

No final das contas, eu não sei como você pode entrar no competitivo. Claro, existem peneiras de jogadores e também alguns tryouts de analistas/coach. Mas o que eu sei é que quando essa porta se abrir pra você, o jogo é muito mais do que apenas aquele de Summoner’s Rift.

Isso é só o começo, só uma das mil experiências que você pode ter no competitivo, mas me diz, você acha que consegue? Você tá disposto a passar por muito mais do que eu escrevi aqui pra realizar o seu sonho? Se a resposta for sim, eu te desejo auto controle e muita boa sorte no caminho.

24 horas de Esports em apenas 10 minutos. Assine o Recall, a Newsletter diária do Mais Esports!