LoL: Titan comenta retorno da RED ao CBLoL e relata emoção com aposentadoria de Riyev

League of Legends
De:Vitor Ventura-
December 23, 2020

A RED Canids Kalunga está de volta ao CBLoL. Após ser aceita no sistema de franquias, a Matilha retornará oficialmente à elite do League of Legends brasileiro em 2021. Além da equipe, o atirador Titan também marca seu retorno à 1ª divisão, depois de quase dois anos disputando o Circuito Desafiante pela RED.

O Mais Esports conversou com o jogador, que comentou sobre sua volta à elite do cenário, o retorno também da RED Canids Kalunga, além da emoção sentida quando viu que seu ex-companheiro, Riyev, anunciou sua aposentadoria como jogador profissional.

Continue após a publicidade

“Temos um fator grande dessa lineup, que é o coach Coelho. Tudo que for o nosso trunfo, daqui para frente, será ele que vai nos guiar de uma forma que eu não tinha visto antes, ele me surpreendeu muito. Era treinador de Academy, já tinha atuado na Iron Hawks… Eu o conheço desde 2017, mas nunca tinha colocado muita fé, até trabalhar com ele. Ele ensina muito bem, coisas que eu nunca tinha aprendido.”

“Além dele ensinar de mapa, ele também sabe ser positional coach, ele te ensina muito sobre a lane, e essa equipe é muito boa mecanicamente. Todos os jogadores são excepcionais, mas precisamos muito trabalhar o mapa. Temos o nosso coach, onde eu confio mais, e temos uma amizade entre os jogadores, principalmente entre Guigo, Avenger e Aegis”, declarou Titan.

“Acredito que essa line vai dar muito trabalho no ano que vem. Os três serem tão grudados me dá muita paz, pois são jogadores que eu tenho uma confiança muito grande”, completa.

A experiência que moldou Titan no Circuitão

Depois de tanto tempo disputando o Circuito Desafiante, Titan e RED voltam finalmente ao CBLoL. O atirador, agora não tão jovem quanto o recém-saído da KaBuM!, falou o que aprendeu neste período de Segunda Divisão.

“Cada pessoa que passou nesses splits me ensinou alguma coisa, um pouco de cada. Cada jogador tinha uma experiência diferente. Tem muitas explicações, mas esses splits, a cada momento que você ganha, que você está na sua melhor fase, você vê como você muda conforme os campeonatos. Não sei dizer, não sei se é um problema de autoconfiança, mas para mim, foi o pior problema.”

Titan RED Circuito Desafiante 2019
Titan e RED Canids estão juntos há mais de um ano (Foto: BBL/Reprodução)

“A experiência que eu ganhei disso tudo foi amadurecimento, eu precisava muito crescer como profissional e pessoa. Eu errei muito, se eu pudesse reconstruir minha carreira de forma diferente, eu faria, eu tenho uma cabeça bem diferente agora. Eu precisei apanhar, precisei ir para outra organização (RED Canids) que eu não sabia se daria certo, mas eu tinha total confiança de que eu conseguiria com meu desempenho. Esses splits todos foram bons para me moldar, sou muito grato a todos os jogadores que passaram por mim. Ranger, Dynquedo, Riyev, Zantins também… Agradeço muito a eles pela minha evolução.”

Aposentadoria de Riyev e emoção do ex-companheiro

Falando no ex-companheiro e suporte nos tempos de KBM, Titan se emocionou ao lembrar que Riyev não mais jogará competitivamente.

“Você acredita que eu chorei quando vi? Eu sempre torci muito por ele, sempre fui muito amigo dele, temos até uma tatuagem juntos, o Riyev é meu melhor amigo. Eu fiquei triste com a notícia, porque torço muito por ele e achei que ele continuaria, encontraria outra equipe, mesmo tendo um split ruim, mas respeito a decisão dele. Acredito que ele conseguiria arrumar um time, mas chegou num momento onde ele não aguentava mais, ele precisava respirar, ter o tempo dele. Ele nunca teve, foram tantos splits conturbados que ele não conseguiu mais ter aquela vontade de antes”, afirma Titan.

Titan e Riyev mostram tatuagens iguais quando atuavam juntos pela KaBuM! (Foto: Riot Games)

Após ter sido rebaixada no 1º split de 2018, a RED Canids Kalunga retorna à Primeira Divisão após quase três anos longe, mas volta com o título do último Circuito Desafiante da história. Tal conquista dá moral para a equipe, de acordo com o atirador.

Ele mostra confiança para 2021, lembrando da última vez que foi campeão do Circuitão, com a KaBuM em 2017. Com o título do CD e acesso, os Ninjas de Zantins, Ranger, Dynquedo, Titan e Riyev foram bicampeões do CBLoL em 2018 e disputaram o MSI e Mundial, pelo Brasil.

O CBLoL ainda não tem data de retorno definida.

Veja também: esA comenta saída da paiN e pausa na carreira profissional