Medalhas nos games: Brasil no pódio da WCG, a olimpíada dos esports

Geral
De:Maximilian Rox-
July 26, 2021

Pois é, o Brasil também já levou algumas medalhas na quase esquecida “Olimpíada dos games“. Ainda no início dos anos 2000, a World Cyber Games (WCG) nasceu na intenção de replicar a sensação olímpico para os jogos eletrônicos quando o fenômeno dos chamados esports ainda crescia por todo o mundo.

Toda a competição contou com o patrocínio da Samsung e ficou em um hiato após 2013, chegando a voltar em 2019 com maior foco nos países orientais. Mas houveram várias seletivas por todo o Brasil durante esse período na intenção de selecionar a delegação que representaria o país nos videogames.

E alguns representantes do país chegaram a faturar medalhas nos games. Vamos falar melhor desses vencedores logo abaixo!

Continue após a publicidade

Medalhas de ouro na World Cyber Games

Medalhas Games Brasil na WCG

O Brasil já teve a oportunidade de levar boas medalhas de ouro durante as edições da WCG. Algumas modalidades, inclusive, não eram tão conhecidas no país na época de ouro em que Counter-Strike bombava nas LAN houses.

Listamos todos os medalhistas brasileiros da World Cyber Games logo abaixo.

  • Giovani Magri (GearGG), em Need for Speed Underground 2 (WCG 2005);
  • Renan Masserani (TheVilMan), em Carom 3D (WCG 2007);
  • Rodrigo Nunes (playArt_SpeedNG), em Need for Speed: Carbon (WCG 2007);
  • Fabio Jardim (caiomenudo13), em Guitar Hero World Tour (WCG 2009);
  • Fernando Rogoski (Pantaneiro), em Carom 3D (WCG 2010).

Medalhas de prata do Brasil

O gostinho do segundo lugar também foi faturado em várias ocasiões, mostrando a força do cenário brasileiro em vários jogos.

Separamos todos os medalhistas de prata na lista a seguir.

  • Bruno Carrico (g3x.Carrico), em FIFA 2004 (WCG 2004);
  • Danilo Barros (N4_Godsmack), em Need for Speed Underground 2 (WCG 2005);
  • André Zilio (TmG QuanChi), em Warhammer 40,000: Dawn of War (WCG 2005);
  • Gregorio Costa (DeathGun), em Dawn of War: Winter Assault (WCG 2006);
  • Jean Monico (jeantek), em Carom 3D (WCG 2009);
  • Fabio Fonseca (TheLogaN), em Carom 3D (WCG 2010);
  • Sergio Faria (SOFt), em Asphalt 6: Adrenaline (WCG 2011);
  • Diego Adelino da Paz (Diieego), em Carom 3D (WCG 2011).

Medalhas de bronze na WCG

WCG Brasil
Delegação brasileira em uma das edições da WCG. Foto: Reprodução/Facebook (WCG Brasil)

As delegações brasileiras também já conseguiram faturar várias medalhas de bronze.

Confira cada uma delas na lista logo abaixo.

  • Andre Luiz Coliado de Macedo (andinhovsen), em Need for Speed Underground (WCG 2004);
  • Guilherme Cerqueira (iOi_BR), em Carom 3D (WCG 2007);
  • Paulo Corgosinho (Guigo123), em Carom 3D (WCG 2008);
  • Gabriel Vinicius Correia Martins (modera-KOMBOZ4), em Assault Fire (WCG 2013);
  • Walney Alves Reis (Jonn-MAVERICK), em Assault Fire (WCG 2013);
  • Jonathan Da Gloria Costa (Jhow-CAMARO), em Assault Fire (WCG 2013);
  • Rogerio Lopez Aranha (RoY-MUSTANG), em Assault Fire (WCG 2013);
  • Caio Jorge Penha da Silva Lazzaro (400 kg), em Assault Fire (WCG 2013).

Games já representados pelo Brasil

Muitos jogos tiveram a representação brasileira, muito embora nem todos tenham conseguido trazer uma medalha.

Separamos alguns desses games já representados pelo Brasil na listinha abaixo.

  • Counter-Strike 1.6
  • Starcraft: Broodwar
  • Warcraft 3
  • Age of Empires III
  • TrackMania

Um pouco de toda essa história ainda está preservada no site oficial da WCG, bem como todos os jogadores que já levaram medalhas por lá. E, se quiser relembrar um pouco desse lado mais esquecido dos esports brasileiros, que tal descobrir agora 5 jogos inusitados que o Brasil já foi campeão mundial?